.

Ankündigung

Einklappen

Ankündigung

Moin,
für mich wir es Zeit mit dem Betrieb des Forums aufzuhören.

Mehr Informationen: Alles hat ein Ende

>> Ab sofort sind keine neuen Registrierungen mehr möglich.
>> Am 30. Januar werde ich die Möglichkeit neue Themen zu starten sperren.
>> Ab 13. Februar wird es dann nicht mehr möglich sein zu antworten.

Gruß
Christian
Mehr anzeigen
Weniger anzeigen

No Brasil, sem camisinha

Einklappen
X
 
  • Filter
  • Zeit
  • Anzeigen
Alles löschen
neue Beiträge

  • Gast-Avatar
    Ein Gast antwortete
    A coisa ta preta e nao e so no Brasil e em todos os paises onde existe sexo turismo.Eles sitaram o Brasil como possivel contaminador so por deboche.VCS sabem muito bem que no primeiro Rock in Rio eles levaram a Aids para o Brasil e o primeira vitima dessa doenca foi um norte americano. ok 1
    Comentando

    Einen Kommentar schreiben:


  • Gast-Avatar
    Ein Gast erstellte das Thema No Brasil, sem camisinha.

    No Brasil, sem camisinha

    Ator pornô contrai HIV e paralisa indústria pornográfica da Califórnia

    A indústria pornográfica multibilionária da Califórnia ficou virtualmente paralisada na quinta-feira, depois que o teste de HIV de um popular ator deu positivo. Segundo uma médica, o ator pode ter contraído o vírus da Aids quando filmava no Brasil em um set "sem preservativo".

    Os advogados da indústria imediatamente pediram uma moratória de 60 dias nas filmagens para que outros atores pudessem ser testados.
    O ator Darren James descobriu que era soropositivo na quarta-feira, em testes conduzidos rotineiramente nos 1200 atores regulares da indústria pela Fundação de Saúde Médica da Indústria Adulta (AIM, na sigla em inglês), informou a médica da fundação Elizabeth Mitchell.

    Mitchell disse que James pode ter contraído o vírus há cerca de quatro semanas, quando filmava no Brasil em um set "sem preservativo". Os atores devem apresentar testes negativos para continuar a trabalhar na indústria, disse Mitchell, acrescentando que apenas cerca de 17 por cento dos atores usam preservativos.

    James, o primeiro ator pornô a testar positivo para o vírus da Aids desde 1999, fazia testes a cada três semanas havia sete anos.

    A indústria sediada em Los Angeles, que costuma filmar de três a quatro filmes por dia, agora deve esperar 60 dias para ver se o vírus mortal se espalhou para as 14 atrizes que mantiveram relações sexuais com James na tela, ou para os 35 parceiros sexuais que as mulheres tiveram.
    Todos os atores que correm o risco de ter contraído a doença foram colocados em quarentena até dia 8 de junho, e Mitchell defendeu uma moratória nas filmagens até que se descubra a extensão da infecção.
    A ex-atriz pornô Jill Kelly, fundadora da Jill Kelly Productions Holding Inc., disse que ela e a maior parte das outras produtoras de filmes haviam suspendido as filmagens pelos próximos dois meses.

    O adiamento de oito filmes "não vai trazer muitos prejuízos" e pode ser remediado dobrando-se o cronograma, segundo Kelly.

    Ela disse que já sofreu uma quarentena em 1999 depois de trabalhar com o ator Tony Montana, que havia contraído o vírus HIV e infectado várias colegas de trabalho.

    "Eu estava limpa, mas foi assustador", disse.

    O diretor Corey Jordan, que usou James em sua série "Baby Got Back", descreveu o diagnóstico do ator como "um choque", mas previu que a indústria iria se recuperar.

    "Na própria comunidade pornográfica, toma-se cuidado com o HIV, no sentido de que garantimos que todos sejam testados", disse. "Não se trata de dinheiro, mas do bem-estar das pessoas."
Lädt...
X