Ankündigung

Einklappen
Keine Ankündigung bisher.

MUNDO DESEMPREGADO

Einklappen
X
  • Filter
  • Zeit
  • Anzeigen
Alles löschen
neue Beiträge

  • MUNDO DESEMPREGADO

    2004-01-30

    O MUNDO NUNCA TEVE TANTOS DESEMPREGADOS

    O ano passado se encerrou com 185,9 milhões de desempregados no mundo, que correspondem a 6,2% da força de trabalho do planeta.

    Os dados constam do estudo intitulado "Tendências Mundiais de Emprego-2004" , divulgado quinta-feira pela Organização Internacional do Trabalho-OIT, instituição ligada à ONU e com sede em Genebra. Foi o maior número já registrado na história da OIT, embora 2002 tivesse chegado perto, com 185,4 milhões sem emprego.

    Entre os que perderam uma vaga no mercado de trabalho:
    - 108,1 milhões são homens, 600 mil a mais que em 2002.
    - Entre as mulheres foi verificada uma leve redução, passando de 77,9 milhões em 2002 para 77,8 milhões em 2003.

    A faixa etária mais atingida foi a dos jovens:
    - 88,2 milhões de desempregados têm entre 15 e 24 anos , o que significa que eles constituem 47,4% do total dos 185,9 milhões. A taxa de desemprego nesta faixa é mais que o dobro da média, 14,4%.

    "É cedo para dizer que o pior já passou"

    O relatório fala em um "prognóstico prudentemente otimista" para 2004. Dis que a recuperação econômica se acentuou no segundo semestre de 2003, o que permitiu uma queda nos índices de desemprego. Mas o diretor-geral da OIT, Juan Somavia, afirmou que ainda é muito cedo para dizer que o pior já passou.

    "Nossa maior preocupação é a recuperação mostrar sinais de queda e as esperanças de melhores empregos serem postergadas. Assim, muitos países não poderiam reduzir a pobreza à metade até 2015 para cumprir com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio", afirmou Somavia.

    O estudo registra a existência em 2003 de 550 milhões de "trabalhadores pobres" , ganhando no máximo um dólares americano por dia (menos de R$ 3,00).

    Panorama regional

    "A América Latina e o Caribe foram os mais afetados pela recessão econômica mundial de 2001 em termos de crescimento da produção e eliminação de postos de trabalho, mas registraram crescimento em 2003: 1,6%, após um decréscimo de -0,1% em 2002.

    Até o momento, a recuperação do emprego tem sido muito lenta. A taxa de desemprego regional caiu de 9% para 8%, redução que pode ser atribuída à recuperação argentina e à diminuição do crescimento da mão-de-obra", prossegue o texto.

    Segundo o relatório, "o crescimento do PIB dos Estados Unidos foi ofuscado pela escassa criação de empregos e por uma taxa de desemprego que se manteve em níveis altos, em cerca de 6%. A União Européia (UE), por outro lado, obteve resultados positivos nos mercados de trabalho de alguns países, apesar da baixa taxa de crescimento do PIB: 1,5%."

    Apesar de taxas de crescimento do PIB de mais de 7%, a Ásia Oriental (que inclui a China) registrou um ligeiro aumento do desemprego, segundo a OIT. Já o Sudeste Asiático (região da Indonésia e do Vietnã) viveu um pronunciado recuo do desemprego em 2003. Na Ásia meridional (que inclui a Índia) o desemprego permaneceu estável apesar do rápido crescimento do PIB, 5,1%.

    No Oriente Médio e Norte da África o desemprego não só aumentou como mostrou a taxa mais elevada, 12,2%. A África Subsaariana viveu um ligeiro descenso do número de desempregados, mas "insuficiente para reduzir o elevado número de trabalhadores pobres" e sofrendo o impacto negativo da epidemia de aids.

    O documento da OIT conclui com os costumeiros apelos aos países desenvolvidos. Pede que estes facilitem o acesso do Terceiro Mundo aos seus mercados, reduzam a dívida externa e os juros que incidem sobre ela, liberem recursos para programas de geração de emprego e combate à pobreza.


    Com informações da OIT.
    Diário Vermelho

  • #2
    POLÊMICA NA UE:

    A Alemanha depende dos imigrantes

    O sistema social alemão está passando por uma forte crise, baseada no problema de que a população alemã está cada vez mais velha e as famílias estão se tornando cada vez menores (baixa taxa de natalidade). Em consequência disso, há menos trabalhadores contribuindo para manter o sistema social e garantir que ele possa funcionar.

    Acusação: Em época de vacas magras como a de agora, de crise econômica e altas taxas de desemprego, uma das válvulas de escape mais fácil é a de colocar a culpa nos estrangeiros, acusando-os de que eles se aproveitam do sistema social e de que tomam empregos dos alemães, o que não é a verdade.

    A verdade é que existem muitas vagas qualificadas que não podem ser preenchidas, porque não existem alemães qualificados para tanto.

    Como exemplo, uma ferramenta de suprir a necessidade de pessoal qualificado na área de informática foi a que o governo alemão lançou há alguns anos: um sistema de "green card" para estrangeiros vindos de fora da Comunidade Européia. O programa não deu lá muito certo porque a crise do setor afetou também o número de vagas em aberto, além disso ele envolve muita burocracia, leis complicadas, sem falar nas dificuldades de adaptação comumente enfrentadas pelos estrangeiros aqui. O saldo foi de 13.500 contratações para uma oferta incial de 20.000 "green cards". Além deste setor, ainda há vários aonde a mão-de-obra alemã não consegue cobrir o número de vagas em aberto.

    Dado importante:
    para conseguir manter o sistema social vigente, a Alemanha precisaria de pelo menos 4 milhões de novos imigrantes por ano.

    Ao mesmo tempo em que os empresários alemães lutam para conseguir empregar estrangeiros, muitos alemães jovens deixam a Alemanha rumo aos EUA , Canadá ou Austrália, por acreditarem que lá encontrarão menos crise e melhor qualidade de vida.

    Receita simples: se fosse possível o aumento da taxa economicamente ativa com imigrantes jovens e qualificados, seria mais provável a diminuição dos encargos sociais no país, o que seria bom pra todos.

    comente:

    Kommentar


    • #3
      * fonte: Milhares de imigrantes exigem "documentos para todos" na ESPANHA - A mobilização fez parte de uma jornada européia de luta, organizada por entidades de apoio a imigrantes sem documentos. Participaram da passeata, principalmente, os imigrantes paquistaneses, indianos, marroquinos, subsaarianos e latino-americanos.


      * fonte: Imigrantes fazem protesto em PORTUGAL - Apesar do acordo entre Portugal e Brasil assinado em julho, que prevê a legalização dos brasileiros no país, mais de um terço dos 'manifestantes' eram brasileiros.

      Kommentar


      • #4
        Oi visitante...


        Vc estuda alguma area social? parece que sim, é que eu faco filosofia....

        Kommentar


        • #5
          Zizi, oi... faço curso de complementação na área de marketing...o que envolve 'pesquisa' e 'estudo', para definição de perfil de 'consumidor' e eventualmente me deparo com dados muitos interessantes ligados a população, economia, políticca, como um todo...as vezes alguns assuntos bem específicos, regionais, outros globais...

          Legal estudar Filosofia, tem tudo a ver em qualquer tempo ou tema, mesmo o analfabeto tem lá a sua filosofia.... então voce já leu livro O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarder.

          Kommentar


          • #6
            Oizinho...


            Olá,
            é interessante seu curso, já pensou no curso de gestao de iniciativas sociais, também tem haver com muitas outras areas...
            Infelizmente aind nao li, vc leu? mas, tenho o livro guardado lá em casa...
            Vc estuda aqui na Alemanha ou no Brasil e qual faculdade?
            Tudo de bom...
            Acho que no fundo vc é um filósofo....

            Kommentar


            • #7
              é pode ser boa a sua sugestão, nunca me ocorreu.............
              o livro é um best-seller interessante pra todo mundo ler..........
              http://www.ime.usp.br/~cesar/project.../mundodesofia/
              estou no Brasil, e faço PUC.
              pode ser gosto de filosofia, ela faz parte do cotidiano, é só ter 'olhos'
              pra ela e grandes lições serão compreendidas o quanto antes.

              r vc o que faz aí?!
              esta gostando daí?!

              [ ]'ssss bom final de semana e dia do amor! :wink:

              Kommentar

              Online-Benutzer

              Einklappen

              291 Benutzer sind jetzt online. Registrierte Benutzer: 3, Gäste: 288.

              Mit 2.135 Benutzern waren am 16.01.2016 um 01:30 die meisten Benutzer gleichzeitig online.

              Brasilien Forum Statistiken

              Einklappen


              Hallo Gast,
              Du hast Fragen?
              Wir haben die Antworten!
              Anmelden und mitmachen.
              P.S.: Für angemeldete Mitglieder ist das Forum Werbefrei!

              Themen: 23.932  
              Beiträge: 175.316  
              Mitglieder: 11.803  
              Aktive Mitglieder: 71
              Willkommen an unser neuestes Mitglied, fifa17sara.

              Unconfigured Ad Widget

              Einklappen
              Lädt...
              X