Ankündigung

Einklappen
Keine Ankündigung bisher.

ÉTICA & ETIQUÊTA

Einklappen
X
  • Filter
  • Zeit
  • Anzeigen
Alles löschen
neue Beiträge

  • ÉTICA & ETIQUÊTA

    Chega de baixaria!
    Aprenda a xingar com classe e finesse....
    :lol: :lol:

    =========
    Prosopopéia flácida para acalentar bovinos:
    Conversa mole pra boi dormir
    =========
    Romper a face:
    Quebrar a cara
    =========
    Creditar o primata:
    Pagar o mico
    =========
    Inflar o volume da bolsa escrotal:
    Encher o saco
    =========
    Impulsionar a extremidade do membro inferior contra a região glútea de alguém:
    Dar um pé na bunda
    =========
    Derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento:
    Chutar o pau da barraca
    =========
    Deglutir o batráquio:
    Engolir o sapo
    =========
    Colocar o prolongamento caudal em meio aos membros inferiores:
    Meter o rabo entre as pernas
    =========
    Derrubar com intenções mortais:
    Cair matando
    =========
    Eximir de qualquer tipo de sorte:
    Azarar
    =========
    Aplicar a contravenção do Dr. João, deficiente físico de um dos membros superiores:
    Dar uma de João sem braço
    =========
    Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira:
    Nem a pau
    =========
    Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais:
    Nem que a vaca tussa
    =========
    Sequer considerar a utilização de instrumentos metálicos derivados do ferro:
    Nem ferrando
    =========
    Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente:
    Chutar o balde
    =========
    Podes retirar o equino da perturbação pluviométrica:
    Pode tirar o cavalo da chuva
    =========

  • #2
    Tem Jeito pra Tudo!

    clikaki :arrow:

    Se você acha que falta de educação é só mastigar de boca aberta... recicle urgente o seu estilo.

    Kommentar


    • #3
      este site é maaraaaviilhooosooooo

      Claudia Matarazzo
      Dicas da etiqueta moderna


      clikaki :arrow:

      Kommentar


      • #4
        lição para ter boas maneiras

        Como discordar de um post

        1) Diga olá.

        Discordar não deve impedi-lo de sorrir, dizer olá, tirar o chapéu, acenar acanhado para as outras visitas ou afagar a cabeça do cachorro do autor do post. Muito menos de limpar o sapato no capacho.

        2) Encontre algo de bom para dizer.

        Porque geralmente há. Você deve agir como se quisesse avisar um amigo que ele fica ridículo usando costeletas. Comece dizendo que gostou do corte de cabelo, e dos sapatos. Pergunte se ele emagreceu. Só depois olhe para a costeleta, coce o queixo embaraçadamente e diga, com jeito, com jeito, “já isso aí, nunca gostei muito... Não sei, você não acha que envelhece as pessoas? Eu pensei em usar, mas não ia ficar bem em mim”, etc.

        3) Se não tem nada bom para dizer.

        Considere a possibilidade de não dizer nada.

        4) Se não agüenta não dizer nada, nem tem nada de bom para dizer sobre um post que acha particularmente repulsivo

        Respire fundo, medite, se acalme. Tem certeza que o autor do post é um completo canalha, que merece a sua insolência, o seu sarcasmo e os seus insultos?
        1. O autor não é um canalha, geralmente é bom – mas este post é infame e você tem que dizer algo a respeito, porque você é o tipo de pessoa que tem que falar sempre porque não tem absolutamente nenhum auto-controle. Além do mais, discordar veementemente de um amigo vai mostrar para todo mundo que você é uma pessoa independente, de opiniões firmes e cara zangadinha e blá blá blá.

          Mas lembre, nada de insultos. O pior dos canalhas parece simpático se for insultado. E corte seus sarcasmos pela metade, ou (se conseguir; faz força) completamente. É possível discordar de modo polido, e de fato a discordância polida é a mais eficiente. Digo mais, do alto da minha sabedoria mundana, posta à prova e aprimorada ao longo de duas décadas ouvindo cretinos afirmarem a sem-gracice de Audrey Hepburn ou a canalhice intrínseca dos católicos: a melhor discordância é aquela que não apenas é polida, mas também agradável.

          O modelo a ser seguido é o de uma visita. Imagine que você foi convidado para um jantar e o seu anfitrião disse um absurdo qualquer – que nenhum albino jamais fez contribuição alguma para a história da humanidade, ou que Frida Kahlo era ainda mais feia que as próprias pinturas que produzia. E por acaso você tem um tio que é albino, ou tem uma certa queda por mulheres com buço, e ficou irritado. Não importa, seja polido e agradável (minha paixão pela etiqueta me fez sucumbir ao uso do negrito). Mastigue calmamente a batata, tome um golinho de vinho, deixe o vinho descer, com calma, com calma, e diga afavelmente que não concorda. Sorrindo, se conseguir.
        2. No caso do autor do post ser um canalha completo, asqueroso, você já errou ao ler o post dele.

          Se o xingar, você é quase tão gentinha como ele. Se o xingar anonimamente, você é exatamente tão gentinha como ele. Se não agüentar ficar calado (mas não agüentar nunca ficar calado é patológico), não precisa dizer olá, que canalhas não merecem nem olá; mas não insulte, e use uns poucos e bem escolhidos sarcasmos. O melhor mesmo seria fechar o post, com cara de nojo, antes de comentar; e resistir à tentação de voltar lá para ler absurdos.

          Se não conseguir resistir à tentação de voltar lá para ler absurdos, considere a possibilidade que o autor possa ser bom, ou você não gostaria tanto de se irritar com o que ele escreve.


        Alguns detalhes finais

        1) Evite o excesso de intimidade.

        Isso vale tanto para as pessoas que discordam do post quanto para as que concordam com ele. Imagine que você está na sua sala, conversando com suas visitas, quando entra alguém pela janela rindo e dizendo:

        -Huahuahuahua Muito louca a sua casa, véi! Se der visite a minha também, faloowww...

        (Not done, old boy. Simply not done.)

        2) Evite os conselhos de vida.

        A situação é típica; alguém está andando na rua, ouve uma conversa sobre economia vindo de uma janela aberta, se irrita, mete a cabeça pela janela e aconselha o dono da casa a transar mais "que isso passa, huahuahuahua".

        -Huahuahuahua tu é gordo cara não deve transar nunca né??? Pega umas mina que passa kkkkkkk falooowww....

        E, também evite aconselhar o autor do post a "dar a bunda que passa" ou "ler menos e viver mais" ou "ir conhecer esse Mundão de meu Deus" ... etc, etc

        Kommentar


        • #5
          Sra. Etiquetada
          Boa tarde(Brasil) e/ou boa noite(Alemanha)!
          Como tens passado?

          __________________________________________________ _
          CRISE DAS BOAS MANEIRAS

          Há gente que age como se tivesse a prerrogativa de ser grosseira
          Walcyr Carrasco

          ...Toca a campainha. Um amigo vem me visitar, de surpresa. Odeio visitas inesperadas. Trabalho em casa, nem sempre tenho tempo. Mas sorrio. Observo enquanto ele se senta no sofá. Sentar não seria o verbo mais apropriado. Escarrapachar, sim. É estranho dizer "Eu me escarrapacho, tu te escarrapachas, ele se escarrapacha..." Pois bem, ele se sentou. Uma lagartixa seria mais elegante. A espinha do indivíduo parecia um macarrão cozido. Nem sentado, nem deitado, uma posição estranhíssima. Parecia à vontade. Quem não se sentia à vontade era eu. Como receber alguém que se instala no sofá com ar de dono da casa? Perguntou:

          - Tem alguma coisa para beber?

          Ainda não oferecera por falta de tempo. Enumerei as alternativas, de café a cerveja. Aceitou o café. Conversamos amenidades. Despediu-se sorridente.

          - Foi legal ter vindo. Sabe, eu não me sentia tranqüilo para aparecer sem telefonar. Agora sei que tudo bem.

          Não resisti.

          - Prefiro que você telefone, sim.

          Foi uma saia justa. Fico espantado. As pessoas parecem ter perdido qualquer noção de boas maneiras. Houve um tempo em que vovós tinham varetas para bater nas costas das senhorinhas até que ficassem eretas na cadeira. Um exagero. Hoje, as pessoas aboletam-se como se fossem feitas de geléia. Com o pretexto de ser descontraídas, forçam uma intimidade que não existe. São capazes de entrar na casa de alguém que mal conhecem e abrir a geladeira sem ser convidadas a isso. Certa vez, chamei um conhecido recente para beber alguma coisa após o almoço. Chegou às 2 da tarde e saiu às 10 da noite. Como nunca tínhamos conversado, ele fez um longo monólogo sobre sua vida. Soube quem foram seus pais, suas namoradas, suas dificuldades profissionais. A certa altura, parei de beber, para ver se dava um toque. Nada. Continuou bebendo sozinho. Eu me contorcia na cadeira. Quase gritei e dei duas cambalhotas. Quem sabe sairia correndo de medo de mim, o doido? Bocejei. Nada. Só partiu quando respondi com "hum hum" durante 45 minutos seguidos. Nunca me convidou para visitá-lo. Sempre que me encontra, diz que qualquer dia volta em casa para tomar uma cerveja. Assumo uma expressão tão gelada quanto um chope.

          O pior é que os mal-educados agem como se tivessem a prerrogativa de tratar os outros com grosseria. Recentemente, estacionei meu carro na frente de uma loja. Estava entrando quando ouvi os gritos.

          - Ei, gente boa!

          Achei que não era comigo. Gente boa, eu? No meio da compra, vem o segurança.

          - Você tem de afastar o carro.

          Nem "por favor", nem "senhor". Não faço questão de certos tratamentos formais, mas ele estava me dando uma ordem! Respondi:

          - Porque o senhor não me avisou quando eu ainda estava dentro do carro? Agora vou terminar a compra.

          O homem enfureceu-se. Ameaçou. Vieram acalmá-lo. Pensei comigo mesmo: "Afinal o segurança está para promover insegurança?"Confesso: também fiquei nervosinho. Em casa refleti sobre o assunto. Por que, hoje em dia, somos capazes de discutir a troco de nada? Não faz muito tempo, marquei de sair para jantar. O convidado nem apareceu nem telefonou. Pensei em algum problema familiar. Ligou no dia seguinte:

          - Sabe o que é... resolvi ir ao cinema.

          E as pessoas que atrasam uma hora no compromisso sem dar satisfação? Chegam absolutamente tranqüilas, como se nada houvesse. Pior foi o caso de uma amiga minha. Convidou para o aniversário. Cheguei no domingo, de presentinho na mão. Bati. Demorou para atender. Finalmente, abriu a porta. Olhou-me surpresa. Entrei. Ninguém em casa.

          - Acho que errei. Não é hoje seu almoço de aniversário?

          Botou a mão na boca.

          - Eu convidei você? Tinha esquecido!

          Deu vontade de pegar o presente de volta! Ainda tive de levá-la a um restaurante e pagar a conta. Afinal, era o aniversário dela!

          Segundo um amigo, a falta de educação é fruto de nosso modo de vida. Antes, batia-se na casa do vizinho para pedir açúcar emprestado. Hoje, basta ir a uma loja de conveniência. Tudo está mais ou menos à mão. Por não necessitar umas das outras, as pessoas deixaram de ser polidas. É pena. As pequenas gentilezas tornariam a cidade menos cinzenta.

          Comentário: Essa matéria foi publicada na revista Veja SP de 24 de novembro de 1999, na página 146. Walcyr Carrasco fez uma abordagem bem humorada de um assunto que na verdade não tem nada de engraçado. Realmente as pessoas estão cada vez mais mal educadas, e por mais explicações que psicólogos, sociólogos, antropólogos e outros "logos" procurem, na verdade basta apenas uma coisa. Educar os pais, ao invés dos filhos.

          Kommentar


          • #6
            HEHE

            muito bom!!!! :lol:

            Kommentar


            • #7
              Revista Claudia - Etiqueta

              Kommentar

              Online-Benutzer

              Einklappen

              241 Benutzer sind jetzt online. Registrierte Benutzer: 5, Gäste: 236.

              Mit 2.135 Benutzern waren am 16.01.2016 um 00:30 die meisten Benutzer gleichzeitig online.

              Brasilien Forum Statistiken

              Einklappen


              Hallo Gast,
              Du hast Fragen?
              Wir haben die Antworten!
              Anmelden und mitmachen.
              P.S.: Für angemeldete Mitglieder ist das Forum Werbefrei!

              Themen: 24.011  
              Beiträge: 176.074  
              Mitglieder: 11.847  
              Aktive Mitglieder: 58
              Willkommen an unser neuestes Mitglied, unpoo.

              Unconfigured Ad Widget

              Einklappen
              Lädt...
              X