Ankündigung

Einklappen
Keine Ankündigung bisher.

O governo Lula

Einklappen
X
  • Filter
  • Zeit
  • Anzeigen
Alles löschen
neue Beiträge

  • O governo Lula

    O governo Lula nao conseguiu ate agora cumprir com seu plano prometido na epoca das eleicoes, o Brasil esta com o pior indice de piB desde de 1992!! A Violencia urbana fez com que o Brasil se transformace num dos paises mais violentos do mundo. So eu sei o medo que eu tenho quando tenho que sair na rua. Quando que brasileiro vai virar gente grande?? O paizinho ruim de morar. trabalhamos trabalhamos e nunca temos o que desejamos, politicos, corruptos uma policia que nao serve para nada a nao ser trabalhar junto com favelados, que horror quero ir me embora desta porcaria de pais.

  • #2
    Rapaz... Vou dizer uma coisa ...

    Vocês cobram do Lula o que não cobravam dos outros. Vocês querem que o Lula faça em 1 ano o que não foi feito em 500, e que o FHC não fez em 8. Vocês pensavam que o Lula era Deus, que era só ele querer que tava feito. Vocês criaram expectativas demais, não foi o Lula que disse que o Brasil ia virar o paraíso em 1 ano, vocês que colocaram isso na cabeça e tão cobrando dele. Porque não cobraram do FHC? O quê o Lula tem que merece receber mais críticas? Quando era o FHC, todo mundo tava conformado, já sabia que ele não prestava, aí ele fazia uma merda e todo mundo ficava calado, porque já era de se esperar. Agora com o Lula, ele não pode errar uma coisinha que vira capa de 1000 revistas e ele só falta ser crucificado.
    E tem gente que não se informa, deixa-se levar pelo que os outros pensam, não analisam com visão crítica nem nada. Eu já disse, É IMPOSSÍVEL "salvar" o Brasil em 1 ano. O Brasil sempre esteve fudido, não é do dia pro outro que ele vai virar um país de primeiro mundo não. É um loongo processo, e vai ser mais longo ainda se a gente não fizer esforços... Como trabalhar mais alguns anos para se aposentar...
    É a mesma coisa de você estar muito doente e ter que tomar um remédio muito ruim. Você toma, porque sabe que assim você vai ficar bom logo... É o preço a se pagar. Não foi o Lula que enterrou o Brasil na lama, então não culpem ele pelos problemas do Brasil...
    Eu até já disse que os alemães tiveram que trabalhar "de graça" durante anos, para o país ter condições de se reerguer. Isso foi lá pelo meio do século passado, depois da guerra... Agradeçam por o Brasil não estar nessa situação, ao invés de ficarem chiando por besteira.
    :wink:

    Kommentar


    • #3


      Po, falou tudo!!!!!!!! :wink:
      Gostaria só de acrescentar, paraíso nao existe, só existiu na época de Adao e Eva, e essa época já faz muito tempo!!!!
      Infelizmente nós brasileiros, a maioria, todos nao,claro, parece que só sabemos criticar... Desculpa, mas o Brasil nao é responsabilidade só do Lula, o Brasil só vai melhorar quando cada um assumir a sua parte e deixar de esta querendo culpar só o governo por tudo, bom, acho que pelo menos o Lula está tentando!!!!!!!!! Já ouviu dizer que até Deus precisou de 7 dias para fazer o mundo!? Quem diria, achei que Deus tinha feito o mundo em uma hora!!!!!!!!!!!!!

      :roll: :wink: :lol:
      Ich bin glucklich!

      Kommentar


      • #4
        Olá pô!!

        Porque o Sr. Lula fez tantas promessas durante tantos anos??
        Agora que êle está no poder não consegue fazer nada do que prometeu!
        E não vai conseguir daqui 4,8 ou 16 anos fazer alguma coisa ou você acha que vai?
        Este governo está sendo um tremendo fiasco.
        O povo votou no partido, como não tinha um outro, foi o Sr. Lula mesmo.
        Se observarmos as administrações deste partido, como por exemplo, Marta Suplicy(SP) outra vergonha, então qual a conclusão que devemos tirar disto tudo???.........te pergunto Pô.
        Ainda bem que não votei neste partido :wink:
        Espero que você entenda a minha posição, pois nós vivemos em uma democracia. :lol:

        Kommentar


        • #5
          A grande questão não é Lula, não é PT ... mas sim o Povo Brasileiro ... 'pra não dizer que não falei das flores', recorro a um Brasileiro que foi lúcido e maravilhoso, (e aproveito pra contar um pouquinho da sua história como um tributo à sua memória) pra refrescar a história política e a responsabilidade de todos, (ninguem escapou) acerca de como foi e é o nosso querido Brasil ... então vamos lá ...........

          ... Quem tem mais de 30 anos hoje, certamente guarda gratas lembranças do cartunista Henfil. Henrique de Souza Filho, o Henfil, ainda hoje é considerado o mais talentoso cartunista do Brasil, de cujos traços ferinos a injustiça não escapava.

          Um Henfil que o Brasil ainda precisa - Henfil foi um perspicaz observador do processo político-social brasileiro e de cada detalhe do comportamento das personalidades e mostrava isso em seus trabalhos. Tudo o que fez continua atual, porque penetrava na essência desse comportamento, desferindo golpes de traços tão certeiros e rápidos quanto a sua inteligência. Ele conseguiu revelar tão bem, e com tal precisão, a grande malandragem no Brasil dos Castelo, Costa e Silva, Médici, Geisel, Figueiredo e oriundos, que se torna fácil entender como ela continua se fortalecendo no Brasil “democrático e civil” do atual “Estado de Direito”.

          Esse mineiro de Ribeirão das Neves iniciou seus trabalhos em 1962, em Belo Horizonte, na revista Alterosa, a convite do editor, o escritor Roberto Drummond, que cunhou seu apelido (a primeira sílaba do primeiro e último nome). Por incentivo de Drummond, já em 1964 nasciam os primeiros personagens: osFradinhos.

          A repressão iniciava ao mesmo tempo em que os Fradinhos criticavam a educação religiosa tradicional, povoada de pavor e angústias insuportáveis: “O Baixim anarquiza, ridiculariza e agride as falsidades e as hipocrisias da sociedade em que vivo. Ele é toda uma negação da religião do terror, na qual tudo é pecado.”

          Pessoal da caatinga - Em depoimento à Tarik de Souza para o livro Como se faz humor político, Henfil nos conta que quando criou os personagens da Turma da Caatinga (Zeferino, Graúna e Bode Orelana), pretendia “reconstruir Canudos e libertar o Brasil através das armas”, o que foi interpretado pelos oportunistas como uma crítica à luta de guerrilha (!?).

          Publicadas originalmente no Jornal do Brasil a partir de 1970, nos tempos de maior robustez do AI-5, as charges da Turma da Caatinga tinham Zeferino como personagem principal, na figura de um corajoso homem do povo (que, ao menos provisoriamente, era um cangaceiro). Henfil, preocupado em conquistar braços para a luta política, chamava a atenção ao “antimilagre brasileiro”, na intenção de aglutinar gente para enfrentar a ditadura. Ele era favorável à ação, “que na época era praticamente a guerrilha.” Os outros personagens eram o Bode Francisco Orelana, um intelectual teórico, “um cara que come os livros e que não se presta para nada”, e a Graúna, que com sua ingenuidade e forte personalidade, rapidamente conquistou o público e tornou-se protagonista. Por notícias trazidas pelo Bode desenrola-se a ação. A Graúna reage, o Zeferino fica perplexo.

          Através da Turma da Caatinga, Henfil atacou: os latifundiários, a compra de votos, a demagogia dos políticos, a concentração de renda, o racismo, a Sudene, o genocídio via Benfam*. Denunciou a perniciosa imprensa dos monopólios, que chega a ponto de condenar as vítimas pela violência sofrida. Numa história criada em homenagem à Aracelli, Cláudia Lessin, Ângela Diniz e Heloísa Balesteros, a Graúna é assassinada. Logo é chamada de depravada e recriminada pelo sofrimento que está causando ao assassino...

          Entre os personagens eventuais se destacavam a Onça Glorinha, líder do Comando de Libertação do Quadrinho Nacional, cuja missão era caçar o “agente imperialista” Mickey, e o Lati, latifundiário contra o qual a Turma da Caatinga lutava aguerridamente.

          A censura é burra - Em 1969, renomados jornalistas, escritores e humoristas brasileiros lançam um jornal, pleno de inovações gráficas, literárias e, evidente, críticas... Era o Pasquim, com uma tiragem impressionante para a época. Em 1970, com o aumento da repressão, a censura agia diretamente sobre a redação, e as tiras de talentos como Henfil eram quase sempre cortadas: “Houve um período em que a censura foi total. Eles sabiam exatamente o que você estava fazendo e cortavam quando você fazia. Então, a única solução foi fazer uma linguagem cifrada.

          Você cria novos símbolos e passa a trabalhar com eles. (...) o humor criou um público de iniciados.” Exemplo: do Pasquim saiu a expressão “gripe”, para designar alguém que estava preso. Cansado de desviar seus personagens dos golpes da reação, outras vezes desferidos até mesmo por alguns colegas, Henfil muda-se para Nova York — se conseguisse publicar trabalhos em algum sindycate estaria livre da censura, que não atingia publicações estrangeiras. Conseguiu o que todos duvidavam: publicou quadrinhos em diversos jornais. Mas seus Fradinhos, rebatizados de “The Mad Monks”, foram considerados fortes demais pelo inculto público classe média do USA. O tratamento médico pretendido também não foi bem sucedido. A “traumática via-sacra pelos hospitais americanos”, descrita nas cartas enviadas aos amigos no Brasil, viraram livro: Diário de um cucaracha.

          Tem audácia quem pode - O Cemitério dos Mortos Vivos, onde Henfil enterrava colaboradores do gerenciamento militar pró-imperialismo, causou grande polêmica no início da década de 70.

          Nesse cemitério foram enterrados: Nelson Rodrigues, Gilberto Freyre, Roberto Campos, Hebe Camargo, Sérgio Mendes, Elis Regina, Rachel de Queiroz, Filinto Müller, Bibi Ferreira, Clarice Lispector, Plínio Salgado, toda “Tradição, Família e Propriedade” (TFP), Pelé, Josué Montello, dentre muitos outros. Por pressão do Pasquim deixou de enterrar Jorge Amado, do qual cobrava um mínimo de coerência com seu passado no PCB.

          Por essas e outras, Henfil foi chamado de “patrulheiro ideológico” e acusado de atirar sem critério. Mas nunca errou o alvo. Ele sabia que a aparente ingenuidade servia muitas vezes de subterfúgio e absolvição para os que, direta ou indiretamente, se favoreciam da exploração e da censura. Naquele momento, ele pensava que todos tinham um inimigo comum: a ditadura fascista. E cobrava participação, principalmente, dos artistas, que nunca poderiam se omitir.

          Para esses, Henfil cunhou o termo “patrulha odara” (dirigido, principalmente, a Gil, Caetano e Glauber Rocha), por suas atitudes covardes diante do regime. De suas críticas também não escaparam aqueles que apoiavam a abertura “lenta, gradual e segura” do Geisel, ou os Festivais Internacionais da Canção promovidos pela Rede Globo nos anos 60 e 70, que serviam para desviar a atenção dos acontecimentos políticos e favorecer a divulgação da música estrangeira mais espúria. .

          ... e humor também - Henfil odiava o humor pelo humor. Para ele, depois da “abertura”, uma grande quadrilha de oportunistas ocupou os espaços dos jornais e TV. Humor de direita, com seus preconceitos contra a mulher, contra os trabalhadores, os comunistas, contra os homens de pele escura, ou os índios.

          Henfil não cansava de lembrar os humoristas anteriores a 64, colocados no esquecimento pelos monopólios dos meios de comunicação e pelos “novos criadores”: Aporelly, Leon Eliachar, Stanislaw Ponte Preta (Sergio Porto), Nair de Tefé, Nássara, Barão de Itararé, Carlos Estevão, Don Rossé Cavaca, Péricles, etc.

          Nada a temer - No auge do medo e do terror da “administração Geisel” é criado o personagem Ubaldo, o Paranóico — em parceria com Tárik de Souza — logo transformado num pára-raio da tensão social. Muitas das tiras eram feitas com base em relatos pessoais, vistos ou vividos. A paranóia do Ubaldo tinha fundamento real. Naquele fim de semana de 1975, enquanto o Ubaldo nascia, os bandidos do DOI-Codi assassinavam covardemente Vladimir Herzog em São Paulo...

          Em 1977, Henfil começa a escrever as Cartas da Mãe, na revista Isto é. Através de mensagens à sua mãe, dona Maria, Henfil conseguia escapar da censura; em recados ao “primo Figueiredo” mencionava exilados políticos, falava da “Anistia”, etc. Idem para o período Geisel: “... era um caso típico de diálogo para desarmar o guarda da esquina. Esse era o interesse das cartas.” E, como suas ironias ganharam a simpatia da imensa maioria dos leitores, uns desocupados políticos o acusaram de “aderir” ao gerenciamento militar.

          A última carta, em 1980, foi endereçada ao general Figueiredo, desmoralizando “a anistia que ele estava dando, que não era bem aquela que a gente queria.”

          E um homem é um homem - De saúde frágil, hemofílico —um pequeno corte poderia leva-lo à morte —Henfil participou de manifestações e passeatas mesmo na fase em que eram fortemente reprimidas pela polícia, abrigou em sua casa perseguidos políticos, usou de seu prestígio para acionar advogados, corajosamente financiou e articulou fugas de patriotas para fora do país, visitou presos, emprestando sua solidariedade.

          Ao final, estava entre as sinceras personalidades nas campanhas pela “Anistia ampla, geral e irrestrita”, pelas “Diretas” e pela “Constituinte”: “(...) a chave para você fazer humor engajado é você ficar engajado. Não há chance de você ficar na sua casa vendo os engajamentos lá fora e conseguir fazer algo.” Seus trabalhos sempre tiveram grande interação com o público. No Jornal dos Sports Henfil, através do futebol, colocou o Botafogo e o Fluminense como clubes da elite e, assim, viu crianças chamarem outras de burguesas porque eram botafoguenses. Culpa sua.

          Criou, isso, não viam seus times desprestigiados, mas, sim, os cartolas (pouco importa) e suas políticas mafiosas. Ao contrário, Henfil realizou o feito de transformar apelidos depreciativos — Bacalhau e Urubu — em símbolos da torcida, no lugar das tradicionais figuras estrangeiras. Criou símbolos nacionalizados, politizados, pela parte mais alegre da psicologia das massas.

          Seus trabalhos — a exemplo do que também sempre fizeram outros grandes do traço de humor — conseguiram desarmar campanhas fascistas, como o entreguismo governamental dos “Pechinche”, “Ame-o, ou deixe-o” ou “Ninguém segura esse país”, desmoralizando-as totalmente.

          Dizia: “eu sempre particularizo a coisa, pra generalizar.” Ou: “quando faço um desenho, eu não tenho a intenção de que as pessoas riam. A intenção é de abrir, é de tirar o escuro das coisas”.

          Também retornaram os covardes - Nos seus 25 anos de carreira, Henfil trabalhou nos mais importantes jornais do país e criou cerca de 30 personagens. Nesse rol estão Preto-que-ri, um negro que jamais se ofendia com as piadas e denunciava o racismo; o Delegado Flores, que prendia os exploradores, corruptos, etc., e protegia os pobres; o Orelhão, operário, consequentemente explorado, e sua dignidade inabalável, dentre muitos outros.

          Em seu acervo constam cerca de 5 mil originais, porém, estima-se que o cartunista tenha produzido entre 20 e 30 mil charges. Trabalhou na TV, produziu textos para teatro, até para um filme, onde atuou como produtor e ator: Tanga — deu no New York Times.

          Henfil foi isolado política e profissionalmente desde que se opôs à candidatura Tancredo Neves, personalidade que, segundo ele, não diferençava em nada de Maluf. A partir daí viu os espaços na imprensa sendo fechados, seus “amigos” se afastarem.

          Perdemos Henfil em janeiro de 1988, às vésperas de completar 44 anos, vítima da Aids — contraiu o vírus em uma transfusão.

          Depois de sua morte parecia que nem mesmo os mais chegados queriam lembrá-lo e, durante mais de 10 anos, os familiares tiveram que lutar muito para que sua memória não fosse roubada do grande público —era difícil conseguir espaço nos jornais, TVs, ou patrocínios para eventos culturais.

          O conteúdo político de sua obra foi sendo esvaziado. Henfil passa a ser reduzido à condição de “irmão do Betinho”, “amigo do Lula”, radical gozador, ou aquele que tem um humor adolescente e personagens muito engraçadinhos... E Henfil ressurge, mais light, com menos calorias políticas.

          A memória de Henfil — como a da heróica Resistência que enfrentava o imperialismo e as classes do campo reacionário com seus aliados táticos — foi arrastada para o quadro caricaturado das “paixões superadas”.

          Sem Henfil e tantos outros, esses renegados mais facilmente puderam se entregar — desarmados de identidade, de brasilidade autêntica, de rebeldias, paixões e honra — à belle époque do oportunismo.

          Nunca entenderam que Henfil os aconselhava e fazia o possível para que eles não trilhassem o caminho sem retorno que, por fim, os levou a toda essa “decadência alternativa” da falsa oposição ou da descarada política de subjugação nacional.

          * Benfam – Sociedade Civil de Bem Estar Familiar no Brasil, criada em 1966, mil vezes denunciada pela prática de genocídio com colaboradores ianques. Arbitrariamente, a Benfam divulgou métodos e realizou práticas contraceptivas na população pobre brasileira, anos a fio.

          ......................
          Pergunto então:
          - Como esta a atual consciencia do Povo Brasileiro ... ?
          - Quais foram as evoluções políticas e partidárias que ocorreram no País?
          - O que mudou no cenário político Brasileiro desde então ... ?
          - A culpa é do PT, do Lula? da Marta? do Toninho?do FHC? do Collor? do PC?


          Pô !!!

          Kommentar


          • #6
            JOHNATHAN

            :twisted: PÒ
            Voce tem razao ,brasileiro e burro e come quieto.Ele e como todos nao melhoram nadaaaaaaaaaaaa!!!! E o povo só sabem acreditar.
            BRASILEIROS DEVEM IR PARA RUA PEDIREM UMA MELHORA JA PARA UM PAÌS RICOOOOO QUE PASSA POR POBRE!!!!!! :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?:
            NAO SOU BRASILEIRO E ENXERGO OQUE VOCES NAO VER
            JOHNATHAN

            Kommentar


            • #7
              auto-crítica

              Alemão, não sei o que você enxerga ... talvez nem bem a Alemanha, então fica fora desta conversa entre brasileiros ... te peço!

              -------------------------------------------

              É evidente que o mundo mudou, e Lula e o PT mudaram junto. E há temas específicos rodando e são motivo de muita discussão.

              Por exemplo a política de meio-ambiente om Lula abriu as portas para os transgênicos, mas foi Fernando Henrique, o ex-presidente que fez vista grossa para o contrabando de sementes modificadas.

              Mais que isso. foi durante o governo passado a implantação do CPMF cuja não correção da tabela do Imposto de Renda, empobrece ainda mais o bolso do brasileiro. Deveria ser corrigida em pelo menos 35%, para falar apenas na pessoa física. Ou seja, só por este vertedouro correm mais de 30% da renda dos contribuintes. O governo petista acabou adotando a mesma política que antes combatia e não vai corrigir a tabela. O CPMF, Lula avisa que vai acabar aos poucos, mas, tudo indica que corre o risco de se eternizar, já que seu desaparecimento compromete o caixa e inviabiliza compromissos externos.

              São estas e outras... que começaram a dar ao PT a cara de um partido como qualquer outro.

              Suspendeu Chico Alencar e Ivan Valente, expulsou Heloisa Helena e deixou fugir entre os dedos quadros como Gabeira e Eduardo Jorge.

              Fogo alto para os rebeldes, beijos apaixonados para quem era antes inimigo fisiológico, como a tropa de choque do PTB, a mesma de Collor. É até possível que Gabeira tenha passado da conta nas suas críticas.
              Mas PT e governo precisam, sim, rever suas atitudes, sob pena de criarem frustrações irreversíveis não em seus quadros, mas em seus eleitores, que detêm o voto e a possibilidade de o partido continuar no poder ... ou não!

              Auto Crítica... feita pelo jornalista CARLOS MONFORTE

              A queda de popularidade do governo Lula, depois de quase um ano na estrada, é perfeitamente compreensível, mas não impede que seja avaliada pelo ângulo crítico. O que eu quero dizer é o seguinte: ela poderia ser maior, se por acaso a situação da economia não fosse tratada como foi, com pulso forte e obedecendo às rígidas normas dos padrões internacionais, leia-se, a cartilha do FMI.

              Talvez seja o melhor lado do governo, na parte administrativa, e seguramente o pior na questão do aperto fiscal, que deixa os trabalhadores sem aumento e os preços nem sempre parados no mesmo patamar. Isto é: aperto no bolso, em favor do governo como um todo.

              Mas o governo de Lula poderia ter sido melhor e a queda de popularidade menor. O governo está empenhado em obter um comportamento excepcional na área econômica, o que vai de encontro a todos os projetos do PT. Essa é a chave da questão. Essa é a razão do grito dos rebeldes, dos resmungos de Fernando Gabeira, da agitação do senador Paulo Paim, que quer pôr no papel as idéias que teve pela vida e hoje se contrapõem ao pensamento do PT no governo.

              Não é só isso. O governo anda desencantando seu público, pois não consegue trazer para a realidade os planos e sonhos do passado, como o projeto Fome Zero, que alimentou a expectativa do país e não consegue pôr o pé na estrada. Ao mesmo tempo, transformou em pó seu discurso ético do passado, na medida em que abona as peraltices da ministra Benedita. Se isso acontecesse no governo Fernando Henrique seria um festival de críticas e deboches. E usou dois pesos e duas medidas na hora de cortar o secretário Luís Eduardo Soares, que também sofreu um ataque antiético.

              Fora isso, o governo de Lula vem cometendo pecadilhos imperdoáveis, como a falta de cuidado na hora de tratar o meio-ambiente, justamente uma das bandeiras do PT, Chico Mendes à frente, e Marina Silva como ministra. Derrapa também quando impõe a perenidade da CPMF, que teve promessa de exterminação durante a campanha presidencial. Qual governo quer jogar no lixo R$ 22 bilhões?

              As pesquisas apontam o que também denunciavam em governos passados: o dinheiro público (quando existe) não está sendo bem aplicado, seja por corrupção, desperdício ou incompetência. E esse governo também tem se mostrado bom nisso. Pelo menos, em incompetência. Para programas que iam bem, como o da construção de escolas profissionalizantes; é uma tartaruga na hora de apresentar projetos, como o do primeiro emprego; faz lambança na hora de aplicar os recursos da Saúde, chegando a maquiar o orçamento para mostrar que está cumprindo a lei.

              Aliás, o assunto ainda vai dar muita dor de cabeça ao governo. Se não obedecer à emenda 29 (artigo 77 da Constituição) que manda aumentar gradativamente os gastos com saúde, até 2.004, o Ministério Público pode entrar na Justiça contra o governo. A emenda prevê um aumento contínuo de recursos, tomando como base o valor apurado no ano anterior, corrigido pela variação do PIB. Isso não vem acontecendo: está gastando em torno de um bilhão e meio de reais a menos.

              São pequenos fatos que, juntando aqui e ali, somam uma montanha de problemas e levam o governo a se emaranhar em seus desejos e promessas e os anseios da população. Ainda há tempo de correção. Mas a boa vontade de Lula para com seus auxiliares e amigos pode deteriorar o ambiente e afundá-lo ainda mais nas próximas pesquisas. O que, aliás, ninguém deseja.

              O PT quer agora é mudar o jeito de governar, já que inflação está sob controle (pelo menos diz o ministro da Fazenda) e os juros começam a cair. O crescimento está pronto para ter início.

              Como repetiu mil vezes o presidente: os outros podem errar, mas o governo do PT não tem esse direito. E ele está fazendo de tudo para acertar. Na dificuldade, ele, ou um dos seus amigos, lembra a “herança maldita” que recebeu do governo anterior, quando o país “quebrou três vezes” e teve de recorrer ao FMI. Mas só vai se livrar desse legado quando, por exemplo, abandonar o Ômega australiano deixado por Fernando Henrique. Ou a herança não foi tão maldita? Apenas quando deixar para trás todos os lados do espólio é que poderá construir seu próprio governo e continuar sendo o governante de maior popularidade no continente americano. O que não é pouca coisa.
              -------------------------------------------
              Pô !!!

              Kommentar


              • #8
                Hallo Pó ou PQPARIU
                Eu sou Alemao criado e vivo aqui onde voce abondonou e foi puxa sacoa aí
                E falando mal daqui se enxerga e volta talvez o Brasil presisa de um CHE GUEVARA como voce.
                Nao sou Brasileiro mas amo seu ,nosso país como se fosse o meu.

                Venha morar aqui em Blumenau,e nao no País que eu deixei amando o Brasil.O atual presidente pegou o país numa "furada" ele nao vai fater a magica que voce fez comprou um "UMA PASSAGEM E A VIDA MUDOU" Por favor nao sou brasileiro ,só que entendo que politica e igual na Europa e em todo o mundo.Anrtes de criticar leia e entenda a Alemanha tambem nao esta nas melhores fase.
                Eu amo o seu país e criticas inteligentes possivel aceitar mas arrogancia de um que pensa esta na Alemanha progrediu HAHAHA!!! Tenho que sorrir.
                Nao preziso assinar voce sabe quen er

                Kommentar


                • #9
                  Como é que se diz mesmo..??

                  "..cada povo tem o governo que merece...."

                  Kommentar


                  • #10
                    Re: JOHNATHAN, Anonymous, sacocheio

                    Zitat von JOHNATHAN

                    Voce tem razao ,brasileiro e burro e come quieto.Ele e como todos nao melhoram nadaaaaaaaaaaaa!!!! E o povo só sabem acreditar.
                    BRASILEIROS DEVEM IR PARA RUA PEDIREM UMA MELHORA JA PARA UM PAÌS RICOOOOO QUE PASSA POR POBRE!!!!!!
                    NAO SOU BRASILEIRO E ENXERGO OQUE VOCES NAO VER
                    JOHNATHAN
                    Não menospreze o povo brasileiro com tamanha besteira. Brasileiro não é Burro.
                    TODOS o mundo sabe, já comprovadas centenas de vezes, que os Norte-Americanos não dão “colher de chá” aos que vivem em seu quintal, como nos denominam os deputados e senadores da USA (os senadores e deputados Norte-Americanos sempre nos desprezaram e continuam a desprezar).
                    Vamos analisar, com a imparcialidade, a situação do Brasil em geral e da ALCA.
                    Quando Lula, depois das eleições, foi aos EUA prestar conta dos compromissos, sabia que iria tratar com um dos piores ditadores do Mundo.
                    O Lula sabe que pode continuar fazendo o teatrinho de resistir (ridículo ou não, não importa) e brigar por causa da ALCA enquanto cumpre ordens emanadas pelo governo dos EUA.
                    Mas, a verdade, que TODOS nós conhecemos, é que ele está tratando com Bush e Bush não pede! MANDA!
                    Será que existe ainda algum brasileiro, ignorante, que pense que o Lula pode peitar alguém?
                    Antes das eleições, li em um artigo no “Jornal do Brasil”, onde um comentarista dizia que para o nosso país, seria muito interessante a vitória do Lula, pois como empregado que sempre foi, obedecendo aos EUA, não criaria problemas para o nosso país!
                    Bush da as ordens, o Lula, com palhaçadas ou sem, as cumpre; e o resto fica por conta de revistas, também escravas da USA, que querem apresentar o torneiro mecânico, como um super homem!
                    Palhaços, nós estamos lidando com o maior desrespeitador das leis internacionais, não só comerciais; ele não pede! TOMA!
                    Perguntem à ONU e aos iraquianos!


                    Zitat von Anonymous
                    Hallo Pó ou PQPARIU
                    Eu sou Alemao criado e vivo aqui onde voce abondonou e foi puxa sacoa aí. E falando mal daqui se enxerga e volta talvez o Brasil presisa de um CHE GUEVARA como voce. Nao sou Brasileiro mas amo seu, nosso país como se fosse o meu.
                    Venha morar aqui em Blumenau,e nao no País que eu deixei amando o Brasil.O atual presidente pegou o país numa "furada" ele nao vai fater a magica que voce fez comprou um "UMA PASSAGEM E A VIDA MUDOU" Por favor nao sou brasileiro ,só que entendo que politica e igual na Europa e em todo o mundo.Anrtes de criticar leia e entenda a Alemanha tambem nao esta nas melhores fase.
                    Eu amo o seu país e criticas inteligentes possivel aceitar mas arrogancia de um que pensa esta na Alemanha progrediu HAHAHA!!! Tenho que sorrir.
                    Nao preziso assinar voce sabe quen er
                    Calma!!! Calma!!! Calma!!! primeiro o não sei o que voce entende de Che Guevara (?) mas eu sou Paulistano e amo o meu, o nosso País eheheehh ... vc confundiu o que eu disse ... eu não meto o pau no Lula ... e, sei que o governo atual enfrenta uma roubada ... mas tambem não posso alegar minha inocência ou ignorancia e fechar os olhos --- a auto-critica (com o qual eu sou obrigada a concordar) que postei foi feita por um jornalista brasileiro, que também torce pelo Brasil ... assim como eu e vc ... entende?!! sem ufanismo mas com amor a Pátria e ao Povo Brasileiro! sempre...

                    Zitat von sacocheio
                    Como é que se diz mesmo..??
                    "...cada povo tem o governo que merece...."

                    Falando Nisso
                    Maria Ines Duarte
                    mailto:pixote@interfire.com.br

                    Como a Maria Ines, ando cansado de ouvir que somos burros, que o povo tem o que merece, e outras ASNEIRAS mais ... Somos mal educados, isso somos. Brasileiro é povo oprimido,que vai á escola por um prato de comida, uma bolsa escola tão miserável que não há necessidade de dizer quanto ganha um aluno carente para ir á escola. Brasileiro é povo que raríssimas vezes teve chance de apreender alguma coisa e se tornar cidadão brasileiro. Transformar o seu país num lugar digno, não há como, não deixam...

                    O professor acaba no velho esquema, finge que ensina, o aluno finge que aprende... Qualquer mudança nos planos da direção, o professor é logo remanejado, ou facilmente dispensado. A remuneração é tão insignificante que mostra claramente o descaso dos dirigentes com relação à educação. O ministério, as secretarias e todos os envolvidos em educação só lembram da escola quando vão inaugurá-la, perto da eleição...

                    Paulo Freire, sempre nos alertou para que refletíssimos quanto ao processo de educar, ensinar e instruir uma criança. Até que não é difícil, encontramos muita, mas muita gente boa dentro de sala de aula, mas quando prestamos a atenção ao que os donos de escolas, secretarias de educação e órgãos '’competentes” fazem ... Ai caro colega, o que difere um do outro é salário, maior ou menor corrupção, ética conveniente ao seu bolso..

                    Difícil mas é possível ser agente de transformação ... há que se comemorar a garra de um professor no Brasil, que mesmo com todos os impecilhos, consegue se emocionar com a pureza e esperança que a criança brasileira traz dentro de si.

                    Pô !!!

                    Kommentar


                    • #11
                      Olá Pô!!!
                      Interessantes os textos que você postou e posso acrescentar que muitos fatos, situações, pesonagens, teoria já me são conhecidos, pois sou geração "40" :oops:
                      Olha Pô quero te confessar uma coisa eu admiro a direita, apesar dos pesares.
                      Eu sou de São Paulo, cheguei a usar uniforme qdo ia para a escola, tenho algumas fotos bonitas deste tempo.
                      Sem querer ser idealista ou radical, mas naquela epoca havia uma preocupação real qto a fome, analfabetismo, controle de natalidade, trabalho enfim coisas importantes para que uma nação possa crescer.
                      Pô vou ficando por aqui e até uma proxima vez.
                      __________________________________________________ _____________
                      Gilberto Dimenstein
                      Regina Duarte estava mesmo errada?
                      16/03/2004
                      A atriz Regina Duarte apanhou de quase todos os lados, em 2002, durante a campanha eleitoral para presidente, por ter vindo a público dizer que tinha medo da vitória de Lula. Ela temia, especialmente, eventuais riscos à estabilidade.
                      Será que, diante dos fatos, aquele depoimento estava errado?
                      Abrimos esta semana com o agravamento da crise de Waldomiro Diniz. Um dos pilares do governo --José -- foi afetado e não se sabe quando (e se) vai se recuperar. Outro pilar, o ministro Antônio Palocci, entrou no noticiário porque um de seus ex-assessores e, depois, colaboradores eleitorais, foi apontado como personagem envolvido em corrupção já na gestão Lula. No meio da crise, abateu-se o chamado núcleo duro palaciano, imerso em intrigas.
                      Três peças de sustentação de Lula, capazes de compensar a falta de experiência administrativa do presidente, estão se movendo. Para completar, não há sinais de que, nesse ano, o desemprego caia.
                      Governo frágil, crise social forte, fazem com que os medos de Regina Duarte podem ter sido qualquer coisa --menos ilusórios ou histéricos. Quem, nesse momento, não estiver com receios sobre a estabilidade é desinformado ou desconectado mental.(Gilberto Dimenstein é colunista e membro do Conselho Editorial da Folha)

                      Kommentar


                      • #12
                        Oi pessoal,
                        esse é um assunto que dá o que falar. Na verdade, falar de política, religião e futebol sempre gera polemica mesmo!!

                        Eu sou daqueles que ainda apoia o Lula, acho que o cara teve pouco tempo mesmo, e o Brasil não dá pra ser consertado (por erros de muito tempo atrás) em 1 ano.
                        Apoio o Lula!
                        Porém eu concordo com muitas idéias da Heloísa Helena, ela é autêntica!!!
                        O que eu não gosto é ver o José Dirceu governando o país... agora ele abaixou a bola pelo menos.

                        Kommentar


                        • #13
                          Será que existe ainda algum brasileiro, ignorante, que pense que o Lula pode peitar alguém?
                          Com certeza, não tem como peitar ninguém, porém, a única coisa que ele conseguiu até agora é promover uma bela lavagem cerebral nos setores mais vulneráveis da população, brilhante exemplo sendo esta "lengalenga" que você escreveu..

                          Quanto a mim, confesso que realmente não sou tão iluminado quanto você, de modo que tenho dificuldades em acreditar num suposto iminente "boom" econômico, enquanto a população anda perdendo até 25% do seu poder aquisitivo em pouco tempo e o desemprego continua aumentando..

                          Finalmente, estou cansando de esperar ver o Brasil seguir o caminho de outros paises, como Chile, Coréia, e muitos outros..

                          Tenho muito respeito por aqueles Brasileiros que deixaram o seu Pais e tiveram sucesso nos EUA através de muito trabalho e sacrifício, por falta de oportunidades e “colher de chá” de políticos e empresários corruptos e egoístas no Brasil.

                          Respeito não se comanda, se merece.. e não montando farsas, prendendo turistas que trazem divisas valiosas e supostamente levantarem o “dedinho”, enquanto todo mundo sabe que a PF nem tem como pagar suas contas telefônicas, muito menos vigiar as fronteiras..
                          Assim, você apenas corre o risco de ver endossado o pronunciamento famoso de Charles de Gaulle..

                          Quem realmente manda em Lula, é o seu chefão, Fidel Castro, de quem ele tanto lambe o rabo.. junto com o Chavez, da Venezuela e o Kirchner, da Argentina..

                          Talvez, em alguns anos, você vai conhecer, no Brasil, o que realmente é ditadura e escravidão.... é somente ler sobre a história da finada União Soviética e o tratamento dispensado aos “Irmãos Socialistas”..

                          Pessoalmente, acho que o povo Brasileiro merece melhor do que isso...

                          Lula e o PT não estão interessados em melhorar a vida de ninguém (já tiveram tempo suficiente para fazer algo neste sentido).. eles querem é o poder absoluto..

                          Abra o olho....

                          Não menospreze o povo brasileiro com tamanha besteira. Brasileiro não é Burro.
                          TODOS o mundo sabe, já comprovadas centenas de vezes, que os Norte-Americanos não dão “colher de chá” aos que vivem em seu quintal, como nos denominam os deputados e senadores da USA (os senadores e deputados Norte-Americanos sempre nos desprezaram e continuam a desprezar).
                          Vamos analisar, com a imparcialidade, a situação do Brasil em geral e da ALCA.
                          Quando Lula, depois das eleições, foi aos EUA prestar conta dos compromissos, sabia que iria tratar com um dos piores ditadores do Mundo.
                          O Lula sabe que pode continuar fazendo o teatrinho de resistir (ridículo ou não, não importa) e brigar por causa da ALCA enquanto cumpre ordens emanadas pelo governo dos EUA.
                          Mas, a verdade, que TODOS nós conhecemos, é que ele está tratando com Bush e Bush não pede! MANDA!
                          Será que existe ainda algum brasileiro, ignorante, que pense que o Lula pode peitar alguém?
                          Antes das eleições, li em um artigo no “Jornal do Brasil”, onde um comentarista dizia que para o nosso país, seria muito interessante a vitória do Lula, pois como empregado que sempre foi, obedecendo aos EUA, não criaria problemas para o nosso país!
                          Bush da as ordens, o Lula, com palhaçadas ou sem, as cumpre; e o resto fica por conta de revistas, também escravas da USA, que querem apresentar o torneiro mecânico, como um super homem!
                          Palhaços, nós estamos lidando com o maior desrespeitador das leis internacionais, não só comerciais; ele não pede! TOMA!
                          Perguntem à ONU e aos iraquianos!

                          Kommentar


                          • #14
                            A culpa e sempre dos americanos :?: nao e brasileiro que e burro mesmo

                            Kommentar


                            • #15
                              brasilllllll

                              mira a cá....

                              "O Brasil quando sonha sacode Washington; quando se move desloca o Continente; e quando acordar abalará o mundo."

                              John Gerassi (jornalista americano)

                              Kommentar

                              Online-Benutzer

                              Einklappen

                              236 Benutzer sind jetzt online. Registrierte Benutzer: 5, Gäste: 231.

                              Mit 2.135 Benutzern waren am 16.01.2016 um 01:30 die meisten Benutzer gleichzeitig online.

                              Brasilien Forum Statistiken

                              Einklappen


                              Hallo Gast,
                              Du hast Fragen?
                              Wir haben die Antworten!
                              Anmelden und mitmachen.
                              P.S.: Für angemeldete Mitglieder ist das Forum Werbefrei!

                              Themen: 23.932  
                              Beiträge: 175.331  
                              Mitglieder: 11.803  
                              Aktive Mitglieder: 71
                              Willkommen an unser neuestes Mitglied, fifa17sara.

                              Unconfigured Ad Widget

                              Einklappen
                              Lädt...
                              X