Ankündigung

Einklappen
Keine Ankündigung bisher.

CRUZEIRO É BICAMPEÃO MINEIRO!

Einklappen
X
  • Filter
  • Zeit
  • Anzeigen
Alles löschen
neue Beiträge

  • CRUZEIRO É BICAMPEÃO MINEIRO!

    Num clássico de tirar o fôlego de celestes e alvinegros, o Cruzeiro foi derrotado pelo Atlético, por 1 a 0, mas sagrou-se bicampeão Mineiro, por ter vencido a primeira partida, por 3 a 1. O único gol do jogo foi marcado por Luiz Alberto, aos 24 minutos da segunda etapa. A festa do bi foi ofuscada por cenas lamentáveis após a partida. Depois do apito final, Cris e Eduardo trocaram socos na lateral do campo e o tumulto foi generalizado no Mineirão.


    O jogo

    A partida começou com disputa acirrada no meio-campo. Aos dois minutos, Wendell errou um passe para Cris e a bola quase sobrou para Alex Mineiro, na entrada da área celeste. Quem mirou o gol pela primeira vez foi o Galo. Aos cinco minutos, Wagner recebeu uma bola enfiada, mas em posição irregular.

    A partida era equilibrada, mas o Galo tinha mais presença ofensiva. Aos 11 minutos, após uma cobrança de escanteio, Michel recebeu a bola e cruzou para Wagner. O atacante bateu cruzado, dentro da área, mas Gomes, bem colocado, defendeu com segurança. O Cruzeiro também buscava o ataque, acionando Maicon pela direita. Aos 15 minutos, Alex cobrou uma falta rasteira pela esquerda, tentando alcançar Schwenck, mas a defesa alvinegra levou a melhor.

    O Galo insistia e Renato era o maior responsável por armar as jogadas. Aos 24 minutos, Wagner avançou pela direita e foi derrubado por Cris, na entrada da área. Michel cobrou com violência, mas Gomes segurou firme. Dois minutos depois, a Raposa respondeu com Maicon. O lateral arrancou pela direita e bateu forte, à esquerda de Eduardo.

    Aos 30 minutos, Bonamigo foi obrigado a mexer na equipe. Carlinhos deixou o campo contundido, depois de uma dividida com Alex. Juninho Cearense entrou em campo e Renato passou a atuar mais pela direita. Três minutos depois, Alex Mineiro e Cris dividiram uma bola no campo alvinegro. Na seqüência, o jogador celeste discutiu com Tucho e acertou uma cabeçada no armador. Na confusão, Alício Pena Júnior expulsou os dois jogadores.

    Após as expulsões, o jogo ficou mais feio, mais tenso. Já nos acréscimos, no lance mais perigoso do primeiro tempo, Juninho Cearense recebeu uma bola quase na entrada da área e tocou com categoria para Alex Mineiro, deixando o atacante ‘na cara’ do gol. Alex bateu forte, exigindo uma importante defesa de Gomes, e desperdiçando a melhor chance do jogo até ali.

    Segundo tempo

    As equipes voltaram modificadas para a segunda etapa. Wagner deu lugar a Dejair, no Atlético. No Cruzeiro, Marcelo Batatais substituiu Schwenck, para recompor a zaga celeste.
    Logo no primeiro minuto, o Atlético - que precisava vencer por dois gols de diferença - foi ao ataque. Alex Mineiro tocou para Dejair, que tentou encobrir Gomes, mas a bola desviou na zaga.

    Aos seis minutos, Michel avançou pela esquerda e cruzou para a área. Dejair venceu a zaga e cabeceou na trave. Na seqüência, o Galo tentou o gol mais uma vez e a bola foi desviada. Após a cobrança do escanteio, Luiz Alberto teve mais uma chance de tirar o zero do placar.

    Na segunda etapa, a pressão do Galo aumentou muito e o time buscava o ataque a todo momento. O Cruzeiro tentava responder, de forma acanhada. Aos 12 minutos, Jussiê invadiu a área, mas Eduardo se antecipou, impedindo a conclusão do lance. Um minuto depois, Dejair recebeu uma bola e tentou vencer Gomes, batendo no canto, mas o camisa 1 celeste estava atento.

    A ânsia alvinegra deixava muitos espaços para o contra-ataque do Cruzeiro. Aos 16 minutos, Alex lançou Jussiê, que chutou, exigindo elasticidade de Eduardo. Logo depois, Maicon tentou acionar o atacante, mas Eduardo se antecipou e ‘chutou’ o perigo para longe.

    O Atlético insistia. Aos 23, Alex Mineiro recebeu livre e chutou de frente para Gomes, mas sem força, ficando fácil para o goleiro. Um minuto depois, numa bela jogada individual, Luiz Alberto fez fila na defesa celeste e bateu forte, no canto esquerdo de Gomes. O gol incendiou a torcida alvinegra. Galo 1 a 0.

    Precisando de mais um gol, o Galo seguia no ataque, mas pecava muito nas conclusões. Aos 36 minutos, o Cruzeiro cometeu o mesmo ‘pecado’. Alex esbanjou talento, limpou a defesa alvinegra, e, de frente para Eduardo, perdeu uma chance incrível. Logo após o lance, foi a vez de Jussiê desperdiçar o empate. Também de dentro da área, o atacante bateu forte e Eduardo fez grande defesa.

    Aos 43, o Atlético teve outra chance para ampliar o placar. A bola sobrou para Márcio ‘Mexerica’, que bateu da entrada da área. A bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo.

    Os últimos minutos do clássico foram eletrizantes. Final, Atlético 1 a 0. Com a vitória mais ampla no primeiro clássico (3 a 1), a Taça ficou na Toca da Raposa II.
    Angehängte Dateien

Brasilien Forum Statistiken

Einklappen


Hallo Gast,
Du hast Fragen?
Wir haben die Antworten!
Anmelden und mitmachen.
P.S.: Für angemeldete Mitglieder ist das Forum Werbefrei!

Themen: 24.124  
Beiträge: 177.011  
Mitglieder: 11.922  
Aktive Mitglieder: 79
Willkommen an unser neuestes Mitglied, lmchugch.

Online-Benutzer

Einklappen

283 Benutzer sind jetzt online. Registrierte Benutzer: 4, Gäste: 279.

Mit 2.135 Benutzern waren am 16.01.2016 um 01:30 die meisten Benutzer gleichzeitig online.

Lädt...
X