Ankündigung

Einklappen
Keine Ankündigung bisher.

Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

Einklappen
X
 
  • Filter
  • Zeit
  • Anzeigen
Alles löschen
neue Beiträge

  • Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

    #Ad

    Kommentar

      Die bras. Regierung bereitet eine Generalamnestie für die illegal im Land lebenden Ausländer vor.

      Governo prepara anistia geral para estrangeiros ilegais que vivem no Brasil

      RENATA GIRALDI
      da Folha Online, em Brasília

      O governo federal prepara uma proposta para anistiar cerca de 50 mil estrangeiros que vivem ilegalmente no país. O secretário-executivo do Ministério da Justiça, Luiz Paulo Barreto, afirmou nesta terça-feira que o objetivo é legalizar a situação dessas pessoas e obter como contrapartida a mesma reação dos países que abrigam os imigrantes brasileiros.

      Folha Online - Brasil - Governo prepara anistia geral para estrangeiros ilegais que vivem no Brasil - 11/11/2008
      :roll: Naja, schau´n wir mal ob´s diesmal klappt :!: :?: :twisted:

    • #2
      AW: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

      ###########EDIT#############
      Hab den Beitrag von Sun.. Su who? gelöscht. Wer nach mageren 8 Beiträgen, davon die Hälfte grenzwertig, andere Mitglieder anpöbelt, wird mit einer gelben Karte bedacht.

      Wer sich für den gelöschten Beitrag interessiert, also meine Beweggründe nachvollziehen will, dem stehe ich über PN zur Verfügung.
      Ursinho
      ###########################

      Kommentar


      • #3
        AW: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

        Oi
        Wolltet ihr euch bei Sunilda oder Ursiho bedanken?D

        Gruß
        Tiradentes
        Jedes Volk hat wohl doch die Regierung und die Politiker, die es verdient

        Kommentar


        • #4
          AW: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

          Zitat von Tiradentes Beitrag anzeigen
          Oi
          Wolltet ihr euch bei Sunilda oder Ursiho bedanken?D

          Gruß
          Tiradentes

          Hoffentlich nicht bei dem Consul, ..... Das hab ich ihm damals uebrigens schon per PM geschrieben. Er hat dann noch geprahlt er haette beste Kontakte und wuerde wissen, wenn es eine Amnestie gaebe.

          Die Amenstiegesetze (Ja, es gibt zwei Vorschlaege!) sind seit ueber einem Jahr online. Die Amnestie koennte im Dezember kommen. Enweder Anfang Dezember, Vielleicht am "Tag der Immigranten", oder Anfang 2009. Oder beide Gesetzesvorschlaege werden kassiert.

          Wen die Gesetzesvorschlaege interessieren der soll mir Emailen. Auf .... Consul wird halt mehr Wert gelegt als auf Leute die Fakten liefern.

          Uebrigens, ich hatte hier frueher mal einen Nick mit ueber 500 Beitraegen.

          Zuletzt geändert von sfio; 28.11.2008, 06:02. Grund: Das muss nicht sein ...

          Kommentar


          • #5
            AW: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

            Zitat von sunilda2 Beitrag anzeigen
            Uebrigens, ich hatte hier frueher mal einen Nick mit ueber 500 Beitraegen.
            Und Du meinst das gibt Dir das Recht, Dich wie die Axt im Walde aufzuführen? Bedenke: es gibt Netiquette und auch im "richtigen Leben" gewisse Umgangsformen, die gewahrt sein sollten.

            Dies hat nichts mit Zensur zu tun. Wenn jemand in meinem Wohnzimmer rumpöbelt, den fordere ich auch auf, das woanders zu tun...

            Ursinho
            Rio de Janeiro ist eine Drecksstadt...

            Kommentar


            • #6
              Re: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

              Moin,

              weiss jemand, wo man da naeheres findet? Suchfunktion bei MJ hat nichts gbracht.

              Interessant waere die Definition von Illegal, wie man einen Zustand nachweist, den man eigentlich jahrelang zu vertuschen versucht usw. Geruechte kenne ich zuhauf, aber nichts handfestes.

              gruç

              sapo
              Rã é comestível; perereca é comível!

              Kommentar


              • #7
                AW: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

                Der 18.Dezember dürfte in diesem Zusammenhang ein ganz interessantes Datum werden, nächste Reuniao des Conselho Nacional de Migracao ausgerechnet am Dia Mundial dos direitos humanos dos migrantes... zufall?

                http://www.mte.gov.br/cni/agenda_2008.pdf

                hat irgendwer den gesetzestext von der letzten Amnestie zur Hand?

                lg

                Kommentar


                • #8
                  Re: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

                  hier isser:

                  LEI Nº 9.675, DE 29 DE JUNHO DE 1998
                  Amplia, para o estrangeiro em situação ilegal no território nacional, o prazo para requerer registro provisório.
                  O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
                  Art. 1º O art. 1º da Lei nº 7.685, de 2 de dezembro de 1988, passa a vigorar com a seguinte redação:
                  ¿Art. 1º Poderá requerer registro provisório o estrangeiro que, tendo ingressado no território nacional até a presente data, nele permaneça em situação ilegal.¿
                  Art. 2º O Poder Executivo expedirá normas que visem à adequada publicidade e informação a respeito da realização dos registros provisórios, sua forma, requisitos e conseqüências.
                  Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
                  Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário.
                  Brasília, 29 de junho de 1998; 177º da Independência e 110º da República.
                  FERNANDO HENRIQUE CARDOSO
                  Renan Calheiros

                  Ein wenig sehr mager, aber vielleicht hilfts ja

                  Gruç

                  sapo
                  Rã é comestível; perereca é comível!

                  Kommentar


                  • #9
                    AW: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

                    Zitat von anarkie Beitrag anzeigen
                    Der 18.Dezember dürfte in diesem Zusammenhang ein ganz interessantes Datum werden,
                    Interessant? Schon, aber wohl eher in der Hinsicht ob die Reunião überhaupt stattfindet oder nicht! :p

                    Du kannst doch beim besten Willen nicht glauben das am 18. Dezember noch irgendein Politiker in Brasília ist geschweige denn irgendeine Entscheidung fällt.

                    Da geht nicht bis nach Kareneval!

                    That´s Brazil!

                    Kommentar


                    • #10
                      Re: Regierung plant Amnestie für illegale Einwanderer

                      Und hier die Ausfuehrungsbestimmungen oder wie man das nennt. Wie bekommt man es hin, illegal im Land zu sein, wenn man legal eingereist ist?

                      Presidência da República
                      Subchefia para Assuntos Jurídicos
                      DECRETO Nº 2.771, DE 8 DE SETEMBRO DE 1998.
                      Regulamenta a Lei no 9.675, de 29 de junho de 1998, que dispõe sobre o registro provisório para o estrangeiro em situação ilegal no território nacional.
                      O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e considerando o disposto no art. 2o da Lei no 9.675, de 29 de junho de 1998,
                      D E C R E T A :
                      Art. 1o Poderá requerer registro provisório o estrangeiro que, tendo ingressado no território nacional até 29 de junho de 1998, nele permaneça em situação ilegal.
                      Art. 2o Considera-se em situação ilegal o estrangeiro que:
                      I - tenha ingressado clandestinamente no território nacional; ou
                      II - admitido regularmente no território nacional até 29 de junho de 1998, encontre-se com prazo de estada vencido; ou
                      III - beneficiado anteriormente pela Lei no 7.685, de 2 de dezembro de 1988, não tenha completado os trâmites previstos nos arts. 5o e 6o, que propiciariam a condição de permanente.
                      Art. 3o A concessão do registro provisório assegura aos estrangeiros residentes no País os direitos e deveres previstos no art. 5o da Constituição Federal.
                      Art. 4o Para reconhecimento do direito ao registro provisório, o estrangeiro em situação ilegal no País deverá comparecer, no prazo de noventa dias, a partir da data de publicação deste Decreto, a qualquer unidade do Departamento de Polícia Federal, onde preencherá o formulário específico, que deverá ser instruído com os seguintes documentos:
                      I - comprovante do pagamento da taxa de registro provisório, mediante apresentação de Guias de Arrecadação de Receitas do FUNAPOL (GAR/FUNAPOL), no valor de 28,5463 UFIRs (código 008-6), correspondente ao registro, e de 54,8968 UFIRs (código 012-4), correspondente a 1ª Via da Cédula de Identidade de Estrangeiros;
                      II - declaração expressa da data de seu ingresso no País;
                      III - um dos documentos a seguir especificados:
                      a) cópia autenticada do passaporte válido;
                      b) original do laisser-passer expedido por representação diplomática ou consular brasileira no exterior a estrangeiros cujos documentos de identificação são de países não reconhecidos pelo governo brasileiro;
                      c) cópia autenticada do documento de identidade para nacionais de países que possuem acordo com o Brasil para dispensa de uso de passaporte;
                      IV - certidão do cartório de distribuição de ações criminais do Estado de residência, bem como declaração expressa de ausência de antecedentes criminais no país de origem;
                      V - duas fotos coloridas recentes tamanho 3x4.
                      § 1o Caso o estrangeiro possua documento não reconhecido pelo Brasil, deverá comparecer a qualquer unidade da Polícia Federal e solicitar o documento de viagem previsto no Decreto no 1.983, de 14 de agosto de 1996.
                      § 2o Para todos os efeitos legais, o nome e a nacionalidade do estrangeiro serão os constantes do documento de viagem, a filiação será declarada pelo próprio e somente poderá ser alterada posteriormente mediante processo junto ao Ministério da Justiça, conforme prevê o art. 44 da Lei no 6.815, de 19 de agosto de 1980.
                      Art. 5o Satisfeitas as condições do artigo anterior, o estrangeiro receberá protocolo que servirá como prova de estada legal para todos os fins de direito e deverá ser devolvido por ocasião do recebimento da Cédula de Identidade de Estrangeiro.
                      Art. 6o Os estrangeiros que se habilitarem ao registro provisório estarão isentos de pagamentos de multas ou quaisquer outras taxas em decorrência de sua estada ilegal no País.
                      Art. 7o A Cédula de Identidade de Estrangeiro é individual, independentemente da idade de seu titular, será confeccionada no modelo em vigor para as demais categorias de residentes no País e terá validade de dois anos a contar da data de apresentação do pedido.
                      Art 8º Compete ao Departamento de Estrangeiros da Secretaria de Justiça do Ministério da Justiça decidir sobre os requerimentos de prorrogação e transformação dos registros provisórios em permanentes
                      Art. 8º Compete ao Departamento de Polícia Federal do Ministério da Justiça decidir sobre os requerimentos de prorrogação do registro provisório e ao Departamento de Estrangeiros da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça decidir sobre a transformação deles em permanente. (Redação dada pelo Dec 3.572, de 22.8.2000)
                      Art. 8o Ao Departamento de Polícia Federal do Ministério da Justiça compete decidir sobre os requerimentos de prorrogação do registro provisório e sua transformação em registro permanente. (Redação dada pelo Decreto nº 4.400, de 1º.10.2002)
                      Art. 9o Até a data de validade concedida no registro inicial, os estrangeiros beneficiados pelo registro provisório poderão requerer uma única prorrogação, por mais dois anos, mediante a comprovação dos seguintes requisitos:
                      I - emprego lícito ou exercício de profissão ou a propriedade de bens suficientes à manutenção própria e da família;
                      II - ausência de antecedentes criminais, comprovada por documento oficial fornecido pela autoridade judiciária do local onde habitualmente reside;
                      III - ausência de débitos fiscais, comprovada por certidão negativa da receita federal;
                      IV - atestado de ausência de antecedentes criminais ou certidão consular equivalente do país de origem.
                      Parágrafo único. O requisito contido no inciso IV deste artigo poderá ser satisfeito por meio de declaração assinada, sob as penas da lei, pelo estrangeiro titular do registro provisório. (Parágrafo incluído pelo Dec. 3.572, de 22.9.2000)
                      Art. 10. O requerimento de prorrogação do registro provisório, acompanhado de cópia autenticada da Carteira de Identidade de Estrangeiro Provisório, deverá ser apresentado na unidade da Polícia Federal mais próxima da residência do estrangeiro, abrangendo seus dependentes.
                      Art. 11. Os titulares de registro provisório poderão requerer permanência definitiva ao órgão competente do Departamento de Polícia Federal, nas seguintes condições:
                      I - em qualquer tempo, desde que possuam os requisitos básicos exigidos em lei para obtenção da condição de permanente;
                      II - até o término da prorrogação concedida pelo Ministério da Justiça.
                      Art. 12. Verificada, a qualquer tempo, a falsidade das informações prestadas pelo estrangeiro, o registro provisório, a prorrogação ou a permanência definitiva serão declarados nulos, após instrução de processo regular que comprove tais fatos.
                      Parágrafo único. Se ocorrer a hipótese prevista no caput deste artigo, o estrangeiro ficará sujeito a deportação, sem prejuízo das medidas judiciais e sanções penais decorrentes.
                      Art. 13. Denegado ou declarado nulo o registro provisório, a prorrogação ou a permanência definitiva do estrangeiro, o Departamento de Estrangeiros da Secretaria de Justiça do Ministério da Justiça comunicará a decisão ao Departamento de Polícia Federal para as providências legais.
                      Art. 14. A concessão de registro provisório é vedada a estrangeiro expulso, passível de expulsão ou nocivo aos interesses nacionais.
                      Art. 15. Para supervisionar e orientar o processo de registro provisório, fica constituída, junto ao Ministério da Justiça, Comissão de Supervisão, com poderes normativos, integrada pelos seguintes membros:
                      I - do Ministério da Justiça:
                      a) Secretário-Executivo, que a presidirá;
                      b) Secretário de Justiça;
                      c) Chefe da Divisão de Polícia Marítima, Aeroportuária e de Fronteiras do Departamento de Polícia Federal;
                      II - Coordenador-Geral de Imigração do Ministério do Trabalho.
                      Art. 16. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
                      Brasília, 8 de setembro de 1998; 177o da Independência e 110o da República.
                      FERNANDO HENRIQUE CARDOSO
                      Renan Calheiros
                      Este texto não substitui o publicado no D.O.U. de 09.09.1998
                      Rã é comestível; perereca é comível!

                      Kommentar

                      Unconfigured Ad Widget

                      Einklappen

                      Brasilien Forum Statistiken

                      Einklappen


                      Hallo Gast,
                      Du hast Fragen?
                      Wir haben die Antworten!
                      >> Registrieren <<
                      und mitmachen.

                      Themen: 24.692  
                      Beiträge: 183.532  
                      Mitglieder: 12.484  
                      Aktive Mitglieder: 35
                      Willkommen an unser neuestes Mitglied, itscarsten.

                      P.S.: Für angemeldete Mitglieder ist das Forum Werbefrei!

                      Online-Benutzer

                      Einklappen

                      168 Benutzer sind jetzt online. Registrierte Benutzer: 0, Gäste: 168.

                      Mit 2.135 Benutzern waren am 16.01.2016 um 00:30 die meisten Benutzer gleichzeitig online.

                      nach Oben
                      Lädt...
                      X