Ankündigung

Einklappen
Keine Ankündigung bisher.

Alemão é seqüestrado e morto

Einklappen
X
  • Filter
  • Zeit
  • Anzeigen
Alles löschen
neue Beiträge

    Alemão é seqüestrado e morto

    #Ad

    Kommentar

      Alemão é seqüestrado e morto

      O empresário foi levado do Largo Dois de Julho e o corpo encontrado numa cova rasa na Praia de Massarandupió

      Jorge Lindsay e
      GERSON DOS SANTOS

      O empresário alemão Tilo Blumme, 42 anos, foi seqüestrado e assassinado no último dia 31, depois de ser abordado por quatro homens no Largo Dois de Julho, no centro da cidade. Ele foi jogado no interior de um veículo de placas não-identificadas. Seu corpo foi encontrado – já em estado de gigantismo – no dia 3 deste mês, em uma cova rasa na Praia de Massarandupió, município de Entre Rios, Linha Verde, com um tiro na nuca, um cordão de nylon no pescoço e um saco sobre a cabeça.

      O empresário Blumme era um dos proprietários da Techno Import, empresa especializada em filtros para motores a óleo diesel. O crime estava sendo mantido em sigilo pelas polícias Civil e Federal que realizavam investigações paralelas. Segundo uma fonte, Tilo Blumme teria sido vítima de extorsão através de uma conexão que incluiria compatriotas. O empresário, que é casado, tratava ultimamente dos trâmites para o visto de permanência no Brasil.

      Residente nas proximidades do centro da cidade, Tilo Blumme foi vítima de um seqüestro, que teve testemunhas, uma vez que a polícia foi informada da participação de quatro homens na ação. Casado, o empresário pretendia se fixar na Bahia.

      Seu desaparecimento foi notificado no mesmo dia às autoridades policiais, sendo o registro repassado à Polinter e à Polícia Federal, que iniciaram as investigações. Havia ainda uma solicitação de informações a respeito da ficha da vítima na PF, cujo resultado pelo menos até ontem não havia sido liberado. A falta de informações fez com que o corpo não tenha sido de logo identificado.

      TATUAGEM – Ao ser encontrado na Praia de Massarandupió o corpo, após o levantamento cadavérico, foi levado para o Instituto Médico-Legal de Alagoinhas, na quarta-feira passada, para ser submetido à necropsia e demorou a ser identificado, sendo assim registrado: trata-se de um homem branco, com 1,87m de altura, idade não determinada – devido ao estado de gigantismo – e que, segundo informações - tem um felino tatuado no ombro direito. Esse detalhe teria sido importante para a identificação da vítima.

      O motivo da morte fora o tiro na nuca, sendo o projétil encaminhado para a perícia, no Departamento de Polícia Técnica de Salvador, mas o laudo ainda não foi concluído. A Polícia Federal, segundo a fonte, fez contato no dia em que o corpo chegou ao Instituto Médico-Legal.

      SIGILO – O levantamento cadavérico, na Praia de Massarandupió, teria sido acompanhado pelo delegado Manuel José de Santana, da Coordenadoria Regional de Alagoinhas, que disse não estar autorizado a prestar qualquer informação sobre o fato.

      Segundo Manuel Santana, o caso está sendo acompanhado pelo delegado Átila Aragão Muniz, do Departamento de Homicídios, designado para essa tarefa porque o crime aconteceu na Região Metropolitana de Salvador. “Só ele poderia informar a respeito”, disse.

      O delegado Átila Muniz, por sua vez, recusou-se a dar maiores detalhes, afirmando que hoje, às 10 horas, falará sobre o crime, em entrevista coletiva, na sede do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), no antigo prédio da Secretaria da Segurança Pública, na Praça Piedade. O corpo do empresário Blumme deverá ser liberado ainda hoje pela manhã com a presença de sua esposa e de um representante do Consulado da Alemanha na Bahia.

      Quelle: A Tarde Online http://www.atarde.com.br/materia.php...id_subcanal=21

      Kalle
      Deus, do alto de sua sabedoria foi socialista em apenas um fator: na distribuição do tempo; ele é igual para todos.

      a gente se fala,

      Kalle
    • #2

      ...die Halbwertszeit von Deutschen in Bahia ist ja bekanntlichermassen nicht sehr hoch.....egal ob wegen eigener Landsleute oder anderer....
      soterrapolitano

      Kommentar

      • #3

        Hallo,

        anhand der bisherigen Ermittlungsergebnisse war Herr Blumme illegal in Brasilien, und hatte angeblich in Deutschland und Schweiz Probleme mit den Finanzbehörden!! In Brasilien Teilhaber einer Import-Firma und einen Benz in der Garage wurde er sicherlich von Leuten Erpresst die über Ihn bescheid wussten!.
        ------------------------------------------------------------
        Empresário vinha sendo extorquido

        Polícia apurou que Tilo Blumme era vítima de chantagem por parte de um grupo de homens os quais ele ameaçou denunciar

        CRISTOVALDO RODRIGUES

        Os homens que seqüestraram e mataram a tiros o empresário alemão Tilo Blumme, 43 anos, sócio da Techno Import, cujo corpo foi encontrado na tarde do último dia 3, na Praia de Massarandupió, podem ser os mesmos que assaltaram, três vezes, o empresário este ano. A vítima estava ilegalmente no Brasil, desde 2001 e não havia conseguido renovar o visto de permanência porque tinha problemas na Alemanha e Suíça por sonegação fiscal.
        Ontem de manhã, no prédio da Polícia Civil, na Praça da Piedade, o delegado José Átila, que coordena as investigações, juntamente com agentes da Polícia Federal, divulgou o retrato falado de três dos seis homens que tiveram participação no crime do empresário. Apesar desse material, o policial admite que não tem pistas concretas que possam identificar os assassinos.

        Blumme foi seqüestrado por seis homens, na tarde do dia 28 do mês passado, em frente ao Edifício Nossa Senhora de Lourdes, Areal de Baixo, Largo 2 de Julho, onde morava com a brasileira Elisângela.

        COLETE DA POLÍCIA – Conforme relato de testemunhas, um dos homens usava um colete da Polícia Civil. Os criminosos estavam em dois carros: um Gol de cor vermelha, com os vidros protegidos por película preta, e um outro veículo de cor branca. Ao ser interrogada a respeito do seqüestro, uma das testemunhas disse tê-lo ouvido perguntar: “Vocês estão com mandado judicial?” A resposta de um dos homens foi: “Está lá no carro”. Em seguida, o empresário foi colocado no banco traseiro do Gol de cor vermelha. Os dois carros deixaram rapidamente o local.

        Nesse dia, momentos antes de ocorrer o seqüestro, Tilo Blumme havia tomado uma carona do sócio, o suíço Frank Pahling, 43 anos, que o deixou na porta de casa. À noite, a mulher do alemão, Elisângela, ligou para o suíço, procurando saber o paradeiro do marido. Surpreso, Frank respondeu que o deixara em frente ao prédio.

        QUEIMA-DE-ARQUIVO – O delegado José Átila disse que não está descartada a possibilidade de Blumme ter sido assassinado numa queima-de-arquivo, por pessoas que temiam ser denunciadas por ele. Nessa linha de raciocínio, o delegado acredita que os criminosos, que antes já tinham extorquido o empresário, tentassem tirar vantagem da situação ao descobrir que ele estava sendo procurado na Alemanha e na Suíça por sonegação fiscal.
        O primeiro assalto teria ocorrido em janeiro, quando Tilo Blumme chegava em casa, no Largo 2 de Julho. Os bandidos o acompanharam até o apartamento e lhe tomaram R$ 25 mil. Na segunda investida, os homens foram encontrá-lo na fazenda de um amigo, em Pojuca. Exigiam 300 mil euros, mas só levaram R$ 300.

        O mesmo grupo ainda o roubou uma terceira vez. Essa abordagem foi feita em via pública, também próximo à casa da vítima, no Largo 2 de Julho, no início do mês de maio, quando lhe roubaram R$ 3 mil. Uma testemunha teria ouvido a vítima dizer: “Eu tenho um dossiê de cada um de vocês”. Na avaliação do delegado, o alemão teria dito isso por suspeitar que aquelas pessoas fossem policiais que o estavam extorquindo.

        MANDADO JUDICIAL – Em razão dessa suspeita, na última abordagem, Blumme exigiu o mandado judicial para poder entrar no carro. Quando um dos criminosos respondeu que estava no carro, ele foi agarrado pelo braço.

        Para os agentes que tomaram parte nas investigações, até mesmo o tiro que foi deflagrado contra o empresário foi semelhante aos praticados por integrantes de grupos de extermínio: um tiro de pistola na nuca.

        Na avaliação do delegado, os criminosos tentaram esconder o corpo do alemão para que não fosse localizado. Ele foi levado para uma área de matagal. Passaram por uma cerca que teve o arame cortado. Os galhos do mato estavam quebrados.

        O corpo foi sepultado em uma cova de aproximadamente um metro de profundidade. O achado do corpo se deu por conta de uma lavradora que foi catar lenha no mato. Ela desconfiou por ver o local “arrumado”, com areia batida, e várias pisadas de sapatos. No dia 28, após o sumiço do alemão, em que a mulher desconfiou da existência do sepultamento de um corpo, ela mandou que uma pessoa conhecida fosse avisar aos policiais, porém ninguém deu credito.

        Só no dia 3, deste mês, o corpo foi oficialmente localizado. Segundo o delegado José Átila, Tilo Blumme estava trajando apenas camisa e cueca, tinha sinais de violência. A Techno Import funciona na Rua Marquês de Caravelas, Barra, onde também está localizado o escritório. Ele trabalhava com filtros de motores a diesel, importados da Alemanha e Inglaterra. A participação do alemão no capital de giro da empresa é de apenas 35%. O carro de Blumme, uma Mercedes Benz, ano 1998, continua no estacionamento da empresa. As investigações a respeito do crime deverão ser transferidas para o Departamento de Crimes Contra a Vida.

        O delegado José Átila, que comanda as investigações, admite que o caso é estranho. Blumme estaria tentando conseguir o visto de permanência no Brasil, mas tinha problemas com os fiscos da Suíça e da Alemanha. “É surpreendente o fato de ele ter sido abordado pela quadrilha antes do seqüestro e não ter procurado ajuda na polícia”, disse.

        Quelle: A Tarde online
        Gruß,
        Kalle
        Deus, do alto de sua sabedoria foi socialista em apenas um fator: na distribuição do tempo; ele é igual para todos.

        a gente se fala,

        Kalle

        Kommentar

        Brasilien Forum Statistiken

        Einklappen


        Hallo Gast,
        Du hast Fragen?
        Wir haben die Antworten!
        >> Registrieren <<
        und mitmachen.

        Themen: 24.371  
        Beiträge: 179.434  
        Mitglieder: 12.219  
        Aktive Mitglieder: 68
        Willkommen an unser neuestes Mitglied, Abel Grant.

        P.S.: Für angemeldete Mitglieder ist das Forum Werbefrei!

        Online-Benutzer

        Einklappen

        299 Benutzer sind jetzt online. Registrierte Benutzer: 1, Gäste: 298.

        Mit 2.135 Benutzern waren am 16.01.2016 um 01:30 die meisten Benutzer gleichzeitig online.

        Lädt...
        X